Friday, January 30, 2015

No olho do observador





















Estou aqui,
retorno no mesmo ponto e tempo de um inicio que outrora era raro para mim.
Retorno à mesma paisagem,
à mesma condição,
ao mesmo dia claro, gelado, sem nuvens,
ao mesmo centro cheio das mesmas oportunidades de antes,
à mesma cultura,
à mesma rotina,
às mesmas incertezas,
às mesmas esperanças.
Não vejo os mesmos problemas,
não me sinto estrangeira, superior ou inferior.
Não acho que estão erradas as coisas que vejo,
apenas penso que são como são.
Não brigo com o exterior ou com o interior.
Aprecio apenas. Amo inteira. Dôo o que tenho.
A realidade é outra.
E como poderia ser ela outra se ela é ainda assim a mesma?
Eu sou outra.
Meus olhos são outros,
e moldam a realidade de outra forma…

…A realidade está no olho do observador.



In the Eye of the Beholder

I'm here,
I have returned to the same point and time of a beginning that in the past was odd to me.
I have returned to the same landscape,
to the same condition,
to the same bright, cold and clear day,
to the same place full of same opportunities from the past,
to the same culture,
to the same routine,
to the uncertainties,
to the same hopes.
I don't see the same problems I saw before,
I don't feel like an alien, superior or inferior,
I don't think what I see around is wrong,
things are just the way they are.
I don't fight with the exterior or with the interior
I just appreciate. I love it. I give away what I have, freely.
The reality is another one.
And how could it be another one if it is still the same from before?
I am another one.
My eyes are different
they mold the reality differently...

…Reality is in the eye of the beholder.

Vanessa de Aquino

20 Jan, 2015.

No comments: