Tuesday, February 22, 2011

Poemas e Operações

Estou na sala de operações,
não há doutor,
apenas uns amigos.
O sistema elétrico está em pane,
os amigos tentam resolver.
O monitor não responde,
são muitos amperes para ler,
não sei somar...
Vozes de tanta gente
vozes saindo das caixinhas,
não há silêncio.
Um moinho gira lá fora.
Apesar de tudo isso ser tão importante, nada importa;
escrevo um poema na sala de operações.



18, Fevereiro,  2011

Vanessa Aquino.

No comments: