Tuesday, September 7, 2010

A cidade


É uma dança
A vida na cidade,  os andares, os andares
Pessoas vão, elevadores vãos... vãos
Luzes, ação, frenesi.

Altas torres abrigam o trabalho,
Pacatas passeatas alimentam guerrilhas cruéis,
Tudo dança nesta cidade.
-É um assalto! É um tiro!

Uns fugindo da justiça,
Uns matando pela paz,
Quem dá paz? Quem dá mais?


Vanessa Aquino.

1 comment:

kikoroka said...

Você está cada vez melhor... O fechamento eu simplesmente amei: "Quem dá paz? Quem dá mais?"
O poético não está na poesia, está adormecido em nós... O poético é algo que a verdadeira poesia desperta em nós!
SUA POESIA É VERDADEIRA!