Thursday, August 26, 2010

Letal


Enquanto fazia uma longa caminhada e falava sobre as coisas da vida e o prazer do autoconhecimento um companheiro de viagem me perguntou com ares de ironia:

“-Se realmente te conheces tanto, conta-me, o que em ti é letal? Enfim, és capaz de dizer qual parte de ti pode ser tão nociva, venenosa, dura a ponto de matar um coração?”

Após a pergunta ponderei, pensei e caminhei continuamente sem dar resposta. Mas sendo o meu companheiro um tanto sagaz, após um longo silêncio me disse:

“Tens razão. O teu silêncio é fatal. Por favor, não me prives das tuas palavras.”

Vanessa de Aquino.

4 comments:

Fé Fraga said...

Oi Vanessa,
Poxa gostei de texto. Creio q cada um de nós temos o que seja lá nocivo, doce ou cortante.
E pra mim o que é mais letal nas pessoas, é o silêncio.
Um beijo,
Fé Fraga.

Vanessa Aquino said...

Fernanda,
acho que a razão pela qual o silêncio pode ser tão letal é por que ele nos devolve a nossa própria fala, nos fazendo refletir e descobrir a partir de nós mesmos. O silêncio em retorno a uma ação ou pergunta muitas vezes é um convite à reflexão que não estamos dispostos a fazer com medo de descobrirmos as maldades escondidas em nossa própria fala.
Obrigada pela visita!
Beijos.
Vanessa.

kikoroka said...
This comment has been removed by the author.
kikoroka said...

Nossa... Não há realmente palavra que exista, amorosa ou ofensiva, reveladora ou enigmática que seja, de fato, pior que o silêncio... Só ao ler o texto, que trás muito bem o clima... A gente ja sente por dentro o coração inquieto e se agitando mais e mais, já quase indignado.