Wednesday, July 21, 2010

"... e quando ele me viu ensimesmada tentando equilibrar uma grande rocha debaixo de meus pés, comprou-me uma dúzia de borboletas encapsuladas em seus casulos..." (O Livro do Nada)
Vanessa Emmanuelle de Aquino.

2 comments:

Livro Case said...

Os fragmentos me chegam nos momentos certeiros, e assim como a voz de quem os dá vida, me sustentam com o necessário para continuar a trilhar o caminho insano da "realidade".

ketely said...

lIVRO DO NADA... PALAVRAS QUE DESCONSTROEM...! VOCÊ QUEBRA PARADIGMAS...

Parece poder libertar almas, que, muito provavelmente, não querem se libertar!! Ou pessam que os limites existem e não sabem que o que existe é um tempo e um espaço libertos.

Então entendi... O livro do nada é tudo...