Wednesday, March 25, 2009

Sobre a sociedade


Estava eu vitoriosa pelo caminho quando um menino triste e barrigudinho parou meu mundo.
Querendo eu passar, rapidamente tentei desviar, mas o menino tinha uma pedra e a pedra no meu caminho.
Tentei não olhar, sai da calçada e a rua eu já ia alcançar e ele passarinho não me deixou passar.
Mudei a direção e resolvi voltar para o destino que eu antes deixava. Suas palavras me bateram como um tacape na cabeça.

-Então preferes regredir, a me encarar. Eu sou o teu futuro e não me cuidas. Eu sou o teu faminto e não me alimentas, eu sou quem vai decidir e não me ensinas. Porque é que é tão difícil dar amor? Tu queres ser amada, mas não amas.

Fotos: Sebastião Salgado

Vanessa Emmanuelle de Aquino.

3 comments:

kikoroka said...

Mais uma vez amei e sempre sua fã serei!
Assinado: Sua leitora que estará por aqui... bjs!!
KIKÓ.

Livro Case said...

Manu,
A arte de SE expressar e de SE fazer ser sentida dessa forma é uma característica intrínseca do seu ser. Essa é uma das muitas razões que me fazem ter a certeza de que somos duas de uma só natureza, pois suas palavras ditam exatamente o meu ritmo.
Um beijo grande.

Roseny said...

PRA VOCÊ

BORBOLETA,BORBOLETA QUE SINGELA ÉS, QUE GRACIOSA, QUE ENCANTO.
COM A LEVEZA DE UMA BOLHA DE SABÃO BAILA NAS CORES DAS FLORES
E MARCA OS CORAÇÕES.

ÉS TÃO PRIVILEGIADA DE POUSARES DE FLOR EM FLOR
TODAS TE QUEREM, TODAS TE ESPERAM E PARECE DIZER:
VEM BORBOLETA VEJA O QUE GUARDEI PRA VOCÊ.

QUE AFORTUNADA TU ÉS DE DESFRUTAR COM TANTA INTIMIDADE
DO PERFUME DAS FLORES, DA BELEZA DOS JARDINS, DE SER UMA
BAILARINA NOS ARES DE TER UMA BELEZA SEM FIM.

*AÍ MANU FOI FEITA ''PRA VOCÊ'' COM MUITO CARINHO.
OBRIGADA POR ME INSPIRAR.