Saturday, June 30, 2007

Sobre o Cheers

Havendo eu decidido cortar a palavra "procrastination", ou procrastinação da minha vida, resolvi fazer algo que há muito eu desejava. Ir ao centro de Boston só para tomar uma cerveja no Cheers.
O Cheers é um bar famoso daqui por causa de um velho seriado que passa na TV. Lá bebe-se boa cerveja e assiste-se aos jogos de baseball do Red Sox, time da casa de Boston.
Pois então, decidi e fui fazer o que eu queria há tempos, assim como a festa de Providence (já abordada anteriormente).
Iniciei meu passeio pegando o metrô de Boston. Uma sensação de vazio me veio quando percebi que ali teria sido um lugar preservado da minha solidão já que guardava as lembranças de idas e vindas acompanhada por alguém que checaria se o meu casaco estava bem fechado ou se eu estaria confortável o suficiente para o rápido passeio que faríamos. Confesso que senti as pernas tremerem e quase dizerem-se impossibilitadas de continuarem sozinhas; um mal estar, uma sensação de que eu iria a qualquer momento tropeçar ou de que o meu estômago iria regurgitar o que estava por dentro, como se a dor e a incompreensão pudessem ser expulsas assim, com uma reclamação estomacal.
Não dei bola, continuei caminhando para não deixar o combinado sair da ordem. Enfrentei o mal estar do metro e recebi uma recompensa... a superação. Passei feito um caminhão sobre a minha dor e ela morreu ou ao menos está em coma no hospital.
Bem, continuando a viagem, chegando ao centro de Boston passei entre as ruas de North End, um "bairro" italiano que na ocasião estava cheio de marinheiros que felizes provocavam as meninas que passavam. As ruas de North End são pitorescas e os bares cheios de gente bonita e feliz.
Um sushi no Quincy Market (equivalente ao Mercado Central) foi necessário, depois de um tempo assistindo aos shows de rua que apresentavam por lá. Foi quando me dei conta de que eu estava num programa pra turistas... e não seria eu uma turista? Há tanto tempo aqui e não havia ido tomar uma cerveja no Cheers ou assistir a vida noturna de Boston.

Por que que a gente é assim?

A cerveja no Cheers foi muito boa, acompanhada de risadas, jogo de baseball - GO SOX!!! - e explicações sobre as regras do mesmo e... piadas, claro!

Bem, o retorno ao metro ainda me deu uns calafrios mas, estando eu in good company, me esqueci e acertei o passo do meu coração.

Jamais deixe seus amigos para trás... no final, eles são sempre a boa coisa que te resta.

Vanessa Aquino


No comments: